Declaro ao céu, ser tua, do teu jeito, Desenhando em teu corpo ternura, Desejos que me invadem, mil loucuras, Por noites infindáveis, no teu leito. Receberás o meu néctar liquefeito, Dos lábios escarlates com doçura, E a tua boca louca na procura, Do amor, que anseio e não rejeito! Arrebatados, de prazer embriagados, Seremos dois amantes transformados, No mais suave verso que compus. E por noites mágicas como esta, O Luar lá ao céu faz a sua festa, Enfeitando nossos corpos com Luz! 
 DECLARAÇÃO
Efigênia Coutinho