O VASO CHINÊS







O VASO CHINÊS


Nesses dias, quer dizer, já semanas, em que me tenho mantido reclusa dentro do vaso chinês, só me apetece pensar em como sair dele.
Como nele entrei, ainda não está totalmente claro, só sei que não posso sair bruscamente, pois posso quebrar-me toda, sem conserto posterior, ou ir desta para a outra.
Preciso ficar com as pessoas, tê-las ao meu lado, é uma necessidade humana, mas todo cuidado é pouco. Não pode haver choques, tropeços, encontrões, pois eu e o vaso podemos quebrar.
Então, como sair do vaso chinês? Sinceramente, não o sei, nem sei se um dia sairei. Vou, por vontade própria e por falta de melhor solução, ficar assim. Pelo menos, nesta posição, fico firme, consigo pensar e lembrar-me. Sinto-me viva.
@Renata Cordeiro
***



 Decreto de liberdade e amor



A livrá-lo do constrangimento,
pesar e da imposição,
meu amor, por ser imenso, vem deixá-lo à vontade
para que encaminhe seus passos,
de acordo com a própria opção.




Em face do seu silêncio e da minha solidão,
meu amor, por ser imenso, aceita as sobras advindas
de um envolvimento que talvez sobreviva


por força da minha intenção.


Meu amor, por ser imenso,
poderá manter-se recluso
para que não julgue intruso


o tom de minhas notas digitais

e ora o deixa liberto para que se indigne
diante deste tolo decreto


que de vez expõe a pieguice dos meus ais.


Meu amor, por ser imenso,
entende o quão difícil é
desempenhar certos papéis,
por isto não finja pressentir cheia
quando baixa estiver sua maré. 




Meu amor, por ser imenso mudo de lamentos,

vibrará com a autenticidade de sua fé.

Ainda que para seu conforto, não mais proclame
este amor imenso, sólido, insólito, intenso,
a chama viva que me habita jamais se extinguirá.
Ah! este meu amor sem bom senso, desmedido,
indefenso... eternamente me acompanhará. 


maria da graça almeida

LEMBRANÇAS


Minha querida Rosa Vermelha, este vídeo é pra vc, uma versão diferente da que vc gostou no Face. Assim que der, vou visitá-la (bem como aos outros amigos). Ontem não foi fácil e hoje começou difícil, mas já está melhorando.


Boa Semana a todos nós, com um poema da Silvia




LEMBRANÇAS 




Quantos amores já por mim passaram! 
Em quantas camas - Deus! - eu já dormi! 
Em quantos braços não permaneci, 
E quantos lábios (quantos!) me beijaram! 

Quantas dezenas de homens conheci! 
E quantos deles já por mim choraram! 
De quantos braços eles se afastaram 
Para viver comigo o que vivi! 

Ando brincando com essas lembranças, 
Brinco de roda como sãs crianças, 
Como se nunca houvesse eu pecado. 



Um dia, por certo, antes do esquecimento, 
Livre de culpas, dor ou sofrimento, 
Eu farei versos, rindo do passado. 

Silvia Schmidt 


*Humancat* 

DA PRÓXIMA VEZ, CONTEM ATÉ *DEZ*





DA PRÓXIMA VEZ, CONTEM ATÉ *DEZ*




Há certas horas, em que não precisamos de um Amor...

Não precisamos da paixão desmedida...

Não queremos beijo na boca...

E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama...



Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...

Sem nada dizer...




Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir...




Alguém que ria de nossas piadas sem graça...

Que ache nossas tristezas as maiores do mundo...

Que nos teça elogios sem fim...
E que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade
inquestionável...



Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado...

Alguém que nos possa dizer:




Acho que você está errado, mas estou do seu lado...




Ou alguém que apenas diga:




Sou seu amor! E estou Aqui!




William Shakespeare

*****


Hoje é domingo e eu não tenho muito a dizer, exceto que ontem foi sábado (ah!) e a mulher aqui foi a uma festinha e se esqueceu de tomar o medicamento para o diabetes. Por isso, hoje acordou com o rosto igual a uma bolacha Maria. Então, o dia promete ser calmo ou desesperador. Pode ser calmo, se eu relaxar, assistir a uns filmes, etcx. Pode ser desesperador, se eu ficar pensando nisso e nas outras coisas que me incomodam. Uma questão de opção. Como ontem, fiz um trato com uma pessoa amiga, opto pela primeira alternativa, não me esquecendo de *o gênio maligno* (o cartesiano, não o cristão) está sempre atento para dar o bote. Ou seja: pode haver recaídas. Mas pra quê ficar pensando nisso tudo, e a esta hora? Hora de viver!!! Beijos*******


O AMOR E A AMIZADE
Sem dúvida alguma, o amor se assemelha à amizade: poderíamos dizer que é uma amizade tomada pela loucura. Ora, amamos pela sedução do ganho? Por ambição? Por desejo de glória? O amor basta a si mesmo e não se ocupa de nenhuma outra coisa. É assim que ele inflama as almas do desejo da beleza, movido pela esperança de uma afeição recíproca. Como aceitar que de um princípio mais nobre nasça um sentimento vil? "Não se trata, tu me dirás, de saber se a amizade deve ser procurada por si mesma ou por outra razão." Muito pelo contrário, é este o ponto que precisamos estabelecer antes de mais nada: se é por si mesma que ela deve ser procurada, o homem que encontra em si a sua satisfação pode tender à amizade.”E como, então?"
Como tendemos para a coisa mais bela, sem preocupação com lucros, nem medo diante dos reversos da fortuna. Tiramos a grandeza da amizade, quando nela vemos um meio de ganhar alguma coisa.[…]
A mesma suavidade natural que encontramos em alguns momentos nos leva a procurar a amizade e a companhia do outro. O homem detesta a solidão e por natureza vai em direção ao próximo; nele também há um impulso que o leva a procurar a amizade.[…]
Sêneca – 
in As relações humanas – A amizade, os livros, a filosofia,o sábio e a atitude perante a morte – ed. Landy – Introd. e trad. de Renata Maria Parreira Cordeiro

*****

 Esta é pra dizer que ontem eu comecei um tratamento totalmente heterodoxo, nada do que eu conhecia até então, nada psi, não envolve drogas de tipo algum, lícitas ou ilícitas, cuja primeira sessão levou a tarde toda, fez-me voltar bem para casa, mas acordar de madrugada, chorando, e ficar assim por um bom tempo. Estou empenhada, acredito, mesmo porque se eu não acreditar, não sei mais a que recorreria. Aqui, permaneço o suficiente. Reformei o Blog Slides e Prêmios e Imagens para Slides e Prêmios e Imagens e Músicas. Estou pondo músicas significativas para mim. E será assim, daqui pra diante. Nada de depoimentos pessoais. Coincidências à parte, o vídeo lá e cá é sobre o Diário de uma Paixão, lá com um plus.

Deixo este pensamento e o meu muito obrigada aos amigos que estão comigo, neste canto discreto.

"O ser humano vivencia a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo - numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas. Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo, mas lutar pela sua realização já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior"
Albert Einstein